CONHEÇA O PROGRAMA DE RESGATE DE FLORA DO CONTORNO DE FLORIANÓPOLIS

Arteris
CONHEÇA O PROGRAMA DE RESGATE DE FLORA DO CONTORNO DE FLORIANÓPOLIS

Objetivo é diminuir ou evitar impactos da retirada da vegetação onde a rodovia vai passar.

Em uma obra como o Contorno de Florianópolis, vários programas ambientais precisam ser desenvolvidos ao mesmo tempo em que as obras de engenharia. Um deles é o programa de Resgate de Flora, que tem o objetivo de diminuir ou evitar impactos da retirada da vegetação onde a rodovia vai passar. Além de atender às exigências da legislação ambiental, a execução do programa, que abrange diversas ações, busca proteger a flora local, possibilitando a preservação de diversas espécies de plantas. Conheça algumas atividades:

Um dos trabalhos realizados pela Autopista no contexto do programa é o resgate das epífitas. Geralmente conhecidas como bromélias ou orquídeas, as plantas são coletadas das árvores que serão retiradas para a implantação do Contorno e realocadas em outro local, ficando assim protegidas. Outra espécie resgatada é o Palmito Juçara (Euterpe edulis), que se encontra da lista de ameaçadas de extinção. Todas as plântulas encontradas nas áreas de supressão são realocadas para áreas remanescentes.

Outra atividade importante é o resgate de germoplasma, que consiste na retirada de frutos e sementes de espécies-chave que são usadas no programa de reposição florestal. Após uma triagem e beneficiamento, as sementes coletadas são encaminhadas para o viveiro florestal, onde as mudas são produzidas

Sementes viram mudas e propiciam recuperação de áreas

A mudas produzidas a partir da coleta de sementes de árvores nativas têm sido destinadas a instituições que promovem a recuperação ambiental. Ao todo, a Autopista já doou 13 mil plantas para entidades como o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Tijucas, o Horto Florestal de Palhoça e, recentemente, para a Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis.