Programas de resgate de fauna e flora mantêm equilíbrio ecológico na área do Trecho Sul do Contorno

Arteris Contorno Florianópolis
Programas de resgate de fauna e flora mantêm equilíbrio ecológico na área do Trecho Sul do Contorno

Para o andamento das obras do Contorno Viário de Florianópolis, alguns trechos demandam atividades de supressão vegetal. Para minimizar os impactos ao ecossistema local, a Arteris Litoral Sul realiza os programas de Resgate de Salvamento e Afugentamento de Fauna e Resgate de Flora.

O Programa de Resgate de Flora, realizado preferencialmente antes das atividades de supressão, contempla o resgate de bromélias, orquídeas e plântulas de espécies ameaçadas de extinção, assim como a retirada de frutos, sementes e brotos de espécies que estão em seu período de maturação. Após este resgate, as espécies são transferidas para áreas do entorno, possibilitando assim a perpetuação de espécies em situação de fragilidade.

Somente no Trecho Sul do Contorno, até o mês de março de 2021, foram resgatados 109 indivíduos de espécies arbóreas endêmicas, protegidas, raras ou ameaçadas, sendo 98 de palmito-juçara e 11 de bico-de-papagaio, além de 2.410 epífitas, entre bromélias e orquídeas. Ao todo, 1.523 delas foram redistribuídas em áreas ao longo da extensão do Contorno, e permanecerão sendo monitoradas por um ano.

Já o Resgate de Fauna ocorre concomitantemente às atividades de supressão. O trabalho envolve biólogos e veterinários e é realizado por meio de duas ações básicas: o manejo indireto, que envolve o afugentamento dos animais, e o manejo direto, que são as ações de captura e coleta de indivíduos com os equipamentos e materiais adequados.

No mesmo trecho de obras, até o mês de março, o programa teve 246 registros de animais, sendo 175 indivíduos resgatados, 55 indivíduos coletados, três indivíduos avistados, 13 indivíduos afugentados e um vestígio. Esses registros abrangeram 51 espécies, correspondendo a cinco classes de animais distintas (anfíbios, aracnídeos, aves, mamíferos e répteis). Todos os animais capturados foram soltos em florestas adjacentes fora da região de intervenção da obra, proporcionando menor estresse animal.

“A sustentabilidade é um dos pilares da Arteris Litoral Sul, e consideramos essencial manter o ecossistema equilibrado, focando principalmente para as espécies ameaçadas. Nossa intenção é causar o menor impacto possível no desenvolvimento de nossas atividades, por isso consideramos fundamentais nossos programas ambientais”, destaca a coordenadora de meio ambiente da Arteris Litoral Sul, Daniela Bussmann.

Sobre o Contorno

O Contorno de Florianópolis é um dos maiores projetos de infraestrutura do País, com investimentos totais de R$ 3,7 bilhões. No pico dos trabalhos, serão 3,2 mil funcionários. Quando concluído será um corredor expresso com 50km de extensão em pista dupla, que vai permitir que o tráfego de longa distância do Corredor do Mercosul não precise cruzar áreas urbanas da região metropolitana da capital catarinense. Saiba mais em www.contornodeflorianopolis.com.br