Projeto do Trecho Sul do Contorno Viário de Florianópolis é aprovado

Arteris Contorno Florianópolis
Projeto do Trecho Sul do Contorno Viário de Florianópolis é aprovado

Investimento total da Arteris Litoral Sul nos 50 km da nova rodovia será de R$ 3,7 bilhões

Nesta terça-feira, 8 de dezembro, a Arteris Litoral Sul obteve a autorização da diretoria da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) para o assinatura do Termo Aditivo que vai permitir o início das obras do Trecho Sul do Contorno Viário da Florianópolis. O investimento total da concessionária nos 50 km da futura rodovia será de R$ 3,7 bilhões, os quais serão empregados até 2023. Isso torna o Contorno Viário de Florianópolis a maior obra de infraestrutura de Santa Catarina, tendo como principal entrega o desvio do tráfego de longa distância do eixo principal da BR-101/SC.

“Foi com imensa satisfação que recebemos a autorização governamental que abre caminho para o início das obras no Trecho Sul. O compromisso da Arteris sempre foi o de contribuir com o desenvolvimento do setor de infraestrutura do País, e o Contorno Viário de Florianópolis é hoje um empreendimento de extrema relevância para o Grupo e para a economia brasileira, com cada vez mais geração de empregos e dinamização de negócios”, ressalta Andre Dorf, presidente da Arteris.

A futura rodovia será um corredor expresso de 50 km, com pista dupla, seis acessos por trevos, quatro túneis duplos, sete pontes e mais de 20 passagens em desnível. A Arteris possui trabalhos nos 34 km já aprovados pela ANTT e a partir de agora irá dar sequência ao processo de contratação das empresas que irão executar as obras no trecho Sul do Contorno Viário. Além da relevância para a mobilidade de toda a região, a obra tem fundamental importância econômica para o Estado, gerando 3,2 mil empregos, além de arrecadação de ISS para as prefeituras locais.

O reequilíbrio econômico-financeiro se fez necessário para adaptar o projeto original do Trecho Sul do Contorno à atual realidade da região metropolitana de Florianópolis, cujo crescimento da área urbana demandou a alteração do traçado para segmentos de menor impacto socioambiental.

A Arteris Litoral Sul aguarda da ANTT a proposta do termo aditivo ao contrato para que possa assiná-lo. Cumprida essa etapa, será divulgado em Diário Oficial pela agência reguladora o valor e o início do vigor da nova tarifa.