Supressão vegetal nas obras do Contorno é acompanhada de monitoramento de fauna e flora

Arteris Contorno Florianópolis
Supressão vegetal nas obras do Contorno é acompanhada de monitoramento de fauna e flora

Dando continuidade às obras do Contorno Viário de Florianópolis, as empresas contratadas pela Arteris Litoral Sul para a execução dos túneis 1 e 4 e do Trecho Sul da futura rodovia iniciaram o trabalho de supressão vegetal das áreas das obras. Essa atividade é conduzida seguindo rígidas normas ambientais para garantir o equilíbrio da fauna e flora locais, tendo um cuidado especial com espécies raras ou em extinção.

Antes de iniciar a remoção das árvores, a equipe de resgate de flora monitora espécies nativas para coletar sementes e mudas a serem transplantadas para outro ponto da vegetação, preservando o equilíbrio ecológico. A equipe de resgate de fauna busca ninhos e abrigos de espécies animais, principalmente répteis, para transportá-los com segurança para fora do espaço de supressão.

“A sustentabilidade é um dos pilares da Arteris Litoral Sul, por isso tomamos todos os cuidados necessários para não gerar nenhum prejuízo ao ecossistema local. Uma obra do porte e da importância do Contorno Viário de Florianópolis deve ser conduzida com muita seriedade e respeito com as pessoas e com o meio-ambiente, pois respeitamos o nosso compromisso com a sociedade catarinense”, destaca a coordenadora de meio ambiente da Arteris Litoral Sul, Daniela Bussmann.

A remoção da vegetação é feita de maneira ordenada, começando pelo bosqueamento, que é a retirada das plantas mais baixas até chegar na derrubada das árvores mais altas, feitas sempre de maneira que o tronco não atinja nenhum espaço externo ao delimitado para supressão. Todo processo até a remoção de matéria que fica no solo também é acompanhada pelas equipes de monitoramento de flora e fauna, que ainda pode encontrar animais abrigados próximos ao solo.

Confira mais fotos da supressão vegetal na galeria abaixo:

Sobre o Contorno

O Contorno de Florianópolis é um dos maiores projetos de infraestrutura do País, com investimentos totais de R$ 3,7 bilhões. No pico dos trabalhos, serão 3,2 mil funcionários. Quando concluído será um corredor expresso com 50km de extensão em pista dupla, que vai permitir que o tráfego de longa distância do Corredor do Mercosul não precise cruzar áreas urbanas da região metropolitana da capital catarinense. Saiba mais em www.contornodeflorianopolis.com.br.